Ensino a distância ultrapassará o presencial até 2023

grupo de estudo56s

Como pode ser claramente percebido, a educação superior a distância é uma modalidade que vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos e, de acordo com os dados de uma pesquisa realizada pela ABMES – Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior, o número de alunos que optam por esse método, ultrapassará os alunos do ensino superior presencial, até 2023. Essa estimativa que foi divulgada no primeiro semestre deste ano, informa que 44% dos entrevistados optariam pelo EAD, enquanto 56% dizem preferir o ensino presencial. Por isso, de acordo com a estimativa apresentada, nesse ritmo de crescimento a previsão é que o país tenha mais alunos estudando a distância do que nas salas de aula tradicionais, em poucos anos.

Os entrevistados indicaram o fator financeiro e a praticidade das aulas, como pontos principais em sua escolha pelo EAD, sendo que 67%  têm mais de 30 anos e, 83% já atuam no mercado de trabalho. Atualmente, o público que prefere as aulas presenciais, têm até 30 anos, que representa cerca de 53%. Em geral, afirmam ter dificuldade para acompanhar as aulas EAD e seguir uma rotina de estudos, sem as tradicionais aulas presenciais.

De acordo com o presidente da ESAB, Nildo Ferreira, o aumento de alunos optando pelo EAD é uma realidade que faz parte da rotina desta instituição, que recebe milhares de novos alunos em seus processos seletivos. “Apesar da grande maioria dos alunos adeptos da educação superior a distância ainda serem predominantemente, com idade acima de 30 anos, percebemos que vem crescendo acentuadamente os alunos mais jovens, que tem muita familiaridade com a internet e gostam de desenvolver muitas atividades simultâneas. Esse é um público cada vez mais adepto do EAD.” – Comentou, Nildo.

Fonte: Site AMBES