Home www.esab.edu.br
Educação

Cinco de 21 federais têm problemas com matrículas do Sisu, diz MEC; sindicato fala em paralisação total

Do UOL, em São Paulo*

O MEC (Ministério da Educação) afirmou na noite desta sexta-feira (29), em nota, que foram registrados problemas com as matrículas dos aprovados no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) em cinco das 21 universidades federais que participaram da seleção. Não houve matrículas na UFC (Universidade Federal do Ceará), na UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia), na UFPI (Universidade Federal do Piauí) e em alguns campi da UFT (Universidade Federal de Tocantins) e da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná).

O ministério disse que está acompanhando as matrículas “caso a caso” e que orienta as universidades que tiverem problemas “mais agudos” por causa da greve que façam as matrículas pela internet.

Mais cedo, o sindicato que representa os funcionários afirmou que as matrículas estariam suspensas em todas as 48 instituições federais (universidades e institutos) que participaram do Sisu.  O processo foi suspenso por decisão do comando de greve da Fasubra (Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras). Os servidores estão em greve desde o dia 11 deste mês.

De acordo com a coordenadora-geral da entidade, Janine Teixeira, os técnicos administrativos de todas as universidades federais e institutos federais de educação profissional aderiram à paralisação.

O sistema foi criado pelo MEC (Ministério da Educação) para unificar a oferta de vagas em universidades públicas, que são disputadas pelos estudantes a partir da nota obtida no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Nesta edição, 642 mil candidatos participaram da disputa de cerca de 30 mil vagas.

A matrícula dos aprovadas em primeira chamada estava marcada para começar hoje e terminar em 9 de julho. Após o fim do prazo seria convocada uma segunda chamada, em 13 de julho. O MEC ainda não se posicionou sobre o assunto. Ainda não se sabe se o resultado da segunda chamada será adiado, nem se o processo de matrícula está mantido nas outras instituições que participaram do Sisu, mas não fazem parte do movimento grevista.

*(Com informações da Agência Brasil)

comente: