11 de agosto – Dia do Estudante

diadoestudante2

O Dia do Estudante é acima de tudo uma homenagem à todas pessoas que valorizam o conhecimento e o crescimento pessoal. A data de sua comemoração, em 11 de agosto, foi escolhida porque neste mesmo dia foram, em 1827, foram criados os dois primeiros cursos de nível superior do Brasil, as graduações em ciências jurídicas e ciências sociais, cumprindo o decreto de D. Pedro I.

Cem anos após a criação esses cursos, durante uma comemoração em homenagem a elas, o advogado Celso Gand Ley sugeriu aos demais participantes que, fosse instituído o Dia do Estudante na mesma data. A sua sugestão foi aceita e, desde então, o Dia do Advogado e o Dia do Estudante são comemorados na mesma data. Houve ainda, dez anos depois, em 1937 – ano em que teve início a ditadura do Estado Novo de Getúlio Vargas –, a criação da UNE – União Nacional dos Estudantes, fato que “fez coro” para reforçar o dia dedicado aos estudantes.

Este mesmo dia também marcou eventos importantes ao longo da história, como é o caso do dia do advogado, comemorado na mesma data, e a criação da entidade representativa dos estudantes no Brasil, a União Nacional de Estudantes –UNE , que aconteceu em 1937.

No cenário internacional, o Dia do Estudante é comemorado em 17 de novembro, cuja data foi definida em 1941 pelo Conselho Internacional de Estudantes, na cidade de Londres, como uma homenagem a resistência dos estudantes à ocupação nazista na antiga Tchecoslováquia em 1939, ocorrida no mesmo dia.

Definição do estudante

Por definição, estudar é adquirir conhecimentos, utilizando o desenvolvimento da memória para aprender. Pelas vias normais, o estudante é aquele que frequenta uma escola e participa de todas as atividades propostas, como as tarefas em sala de aula, trabalhos e leituras orientadas, dos conteúdos determinados pelo professor.

O próprio estudante é responsável por seus estudos e pelo sucesso nas avaliações aplicadas pelas instituições, necessárias para que as almejadas formações sejam alcançadas, para futuras atuações no mercado de trabalho. Porém, o estudo proporciona mais do que ganhos profissionais e financeiros, pois a aquisição de conhecimentos e habilidades podem também levar o indivíduo a uma realização pessoal e social.

Apesar da formação regular ser importante, os autodidatas também podem ser considerados estudantes. Pessoas que, por conta própria, buscam a aquisição de conhecimentos de acordo com os seus próprios interesses e métodos de estudo.